• Michele Diniz

Coexistência e Diálogo Inter-religioso: Caminho para convivência pacífica entre religiões


‘O mundo está em guerra’ “Uma só palavra gostaria de dizer para esclarecer. Quando eu falo de “guerra”, falo de guerra seriamente, não de “guerra de religiões”: não. Existe guerra de interesses, existe guerra pelo dinheiro, existe guerra pelos recursos da natureza, existe guerra pelo domínio dos povos: esta é a guerra. Alguém pode pensar: "Está falando de guerra de religiões”: não! Todas as religiões, queremos a paz. A guerra, a querem os outros. Entendido?”. Papa Francisco em viagem para a Jornada Mundial da Juventude 2016 – Polônia.

Na turnê mundial de 2006, o líder do grupo musical U2, Bono Vox, utilizou uma bandana para espalhar não só a palavra que era desconhecida por muitos, mas o pensamento coexist ou coexistir, traduzido para o português. Criado pelo artista polonês Piotr Mlodozeniec, o logo não foi utilizado à toa. Bono nasceu na Irlanda, país que viveu por muitos anos uma guerra sangrenta, onde protestantes e católicos se enfrentaram, deixando para trás rastros de ódio, intolerância, violência e morte. Atualmente, ainda há rancor entre eles, no entanto, decidiram coexistir, mostrando para o mundo que é possível colocar o pensamento em prática. O logo (foto acima) é composto por uma Lua Crescente, simbolizando o Islamismo, por uma Estrela de Davi, simbolizando o Judaísmo,e por uma Cruz, simbolizando os cristãos. Segundo o dicionário Michaelis, coexistir significa “existir juntamente ou ao mesmo tempo”. Significado simples para sua real importância na sociedade.

Ao redor do mundo, a intolerância causada pelo etnocentrismo religioso acaba com vidas e famílias todos os dias seja em guerras, atentados ou protestos violentos, por exemplo. Palestinos não aceitam a existência do Estado de Israel, judeus não aceitam a criação da Palestina. Mulçumanos contra cristãos, cristãos protestantes contra cristãos católicos. Já estamos acostumados a ver no noticiário os efeitos dessa intolerância, mas é preciso deixar de assistir passivamente o sofrimento vivido por milhares e reagir trabalhando pela cultura da Paz.


O caminho que devemos buscar está bem claro: é o do respeito ao próximo. Respeitar independente de crença, cultura, raça, classe social, religião e etc. Considerar que, antes de seguirmos uma religião, somos todos seres humanos que ganharam o mesmo presente: o planeta Terra, como um lar para habitar. Se nos foi dado o mesmo lar com certeza é porque precisamos conviver em harmonia e não viver tentando impor às outras pessoas conceitos, pensamentos e opiniões próprios.

É necessário trabalharmos a favor da coexistência e construção de Diálogo Inter-religioso, que tem como objetivo estimular a convivência entre pessoas de diferentes religiões, afinal de contas, é melhor conviver com o próximo do que apenas tolerar sua existência. Coexistir é o primeiro passo para a convivência. Embora muitos duvidem da possibilidade da convivência pacífica entre religiões e até promovam ações para incentivar a intolerância, o Diálogo Inter-religioso vem sendo estimulado pela maioria das denominações religiosas.. Nós da Comunidade Empresário Cristão acreditamos que essa iniciativa precisa ser disseminada. Nossa pequena colaboração é apenas um primeiro passo.

#coexistir #u2 #paz #religiões #diálogointerreligioso

Empresário Cristão 2020 • Todos os direitos reservados