• Landi Dantas

A fé que move montanhas


Agradecimento à Mãe, pela vida da mãe.


De repente, ao voltar do mercadinho com as mãos cheias de sacolas, veio o tremor nas pernas. Sentia-se fraca e foi caindo, deitada no chão não sentia forças para movimentar os braços também. Chamaram a ambulância do SAMU e ao chegar os médicos perguntaram para a neta o que estava acontecendo, poderia ser um AVC, alertou o Dr, levaram a vovó para a Santa Casa de Misericórdia de Santo Amaro.

Seu filho passou a acompanhar e estudar para entender o que estava acontecendo, falava com os médicos responsáveis e vários exames foram feitos, não se chegava à um diagnóstico preciso. Os movimentos nas pernas e braços desapareceram totalmente, sua mãe só movimentava a cabeça. Evangélica praticante, a mãe recebia a visita diária de várias pessoas da sua igreja, que em oração, se revezavam no quarto com às noras. Passados 20 dias de internação o médico o chama de lado e traz um diagnóstico difícil, síndrome Guillain-Barré, um nome de doença que nunca tinha ouvido falar. Pediu mais explicações e ficou sabendo que era uma paralisia aguda auto imune e que não havia remédios comprovadamente eficazes no combate. Foi perguntar ao médico amigo de 30 anos o que poderia ser esperado, o pior, foi a resposta. Não havia perspectiva de salvação, se a mãe sobrevivesse, haveria sequelas irreversíveis.

Ao cair daquela tarde, foi chamado ao hospital com urgência, a equipe médica decidira aplicar uma injeção para ver como a mãe reagiria, mas alertaram, é algo novo, será uma tentativa. Saiu do quarto onde as amigas evangélicas da mãe faziam uma linda oração e foi pensar um pouco sozinho para decidir se autorizava ou não a aplicação. A mãe, decidida, já havia dito que sim. Foi ali, sozinho na recepção, que percebeu a imagem de Nossa Senhora sobre um pequeno altar acima do batente da porta. Em sua oração pediu que Nossa Senhora intercedesse junto à Jesus para que um milagre a salvasse, suas preces foram no sentido de que a mãe doente, em sua infância, lhe ensinara a devoção para com a mãe de Jesus Cristo, mesmo se tornando evangélica, jamais lhe criticou.

Alguns dias depois, este filho recebe uma ligação e é informado pelo médico que um verdadeiro milagre havia acontecido, sua mãe estava curada. Em festa, a equipe de médicos reuniu a paciente e junto com o diretor da Santa Casa, filmaram Dona Elizabete para provar que haviam conseguido um feito incrível. Mas os médicos reconheceram, havia acontecido um milagre. 06 meses depois de muita fisioterapia, sua mãe estava andando como se nada tivesse acontecido. Um ano depois ele lhe contou esta passagem, foram as lágrimas juntos, ela evangélica praticante, ele católico devoto de Nossa Senhora. A mãe, agradeceu à Mãe. Ah, o que causou a doença? Zika Vírus. Meses depois os brasileiros ouviriam falar muito desta grave epidemia.


Empresário Cristão 2020 • Todos os direitos reservados