• Landi Dantas

Coragem e cuidados na pandemia

Vamos com esperança, sem medo e com Deus no coração, cuidando de nossa higiene pessoal, dos nossos familiares, amigos, colaboradores e dedicando aos nossos idosos uma atenção que nos últimos tempos esteve em falta dentro de muitos lares. Construir uma sociedade nova apoiada nos ensinamentos de Jesus será nossa fortaleza, ele está conosco. Pergunte ao seu vizinho se está precisando de ajuda.



========================================================================

Ex, 30:17-21

"O Senhor disse a Moisés: “Farás uma bacia de bronze para as abluções, com um pedestal de bronze; tu a colocarás entre a tenda de reunião e o altar, e deitarás água nela. Aarão e seus filhos tirarão daí a água para lavar as mãos e os pés. Quando entrarem na tenda de reunião, deverão lavar-se com essa água, para que não morram. Igualmente quando se aproximarem do altar para o serviço, para oferecer um sacrifício ao Senhor, lavarão os pés e as mãos, para que não morram. Essa será para eles, Aarão e sua posteridade, uma lei perpétua, de geração em geração”.

========================================================================



Trecho de um artigo do jornalista Jamil Chade, relatando as observações da OMS para a necessidade de nos adaptarmos à uma realidade de convivência longa com o Coronavírus até a descoberta de uma vacina, algo previsto apenas para meados de 2021.


Fonte:

https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/04/24/coronavirus-nova-rotina-apos-pandemia.htm


Observações do Diretor Operacional da OMS, Michael Ryan.


“Ele admitiu, porém, que ainda que a ciência tenha de pautar as decisões, medidas terão de se adaptar à vida prática. "Temos de ter um novo contrato social para compartilhar os riscos", disse.

“Outra preocupação se refere ao impacto profundo que as quarentenas estão tendo entre as camadas mais pobres. Na ONU, o grande temor é de que, sem um apoio sólido a essa população, as restrições gerem "distúrbios sociais" e desestabilizem governos. Num documento interno das Nações Unidas sobre o impacto da pandemia nos direitos humanos, a entidade admite que falar em lavar as mãos é um desafio para 2,2 bilhões de pessoas que não têm água em casa.”

“No mundo, 1,8 bilhão ou não tem casa ou vivem em locais inadequados. Distância social, portanto, é apenas um sonho para tal camada da população. "A pobreza é um fator de risco", diz a ONU. "Temos de encontrar um caminho para o futuro, que equilibre o risco do vírus com o risco para a renda das pessoas", disse Ryan.”


Empresário Cristão 2020 • Todos os direitos reservados