• Landi Dantas

Cristo, a Luz do Mundo.

Pois os filhos deste mundo são mais astutos no trato uns com os outros do que os filhos da luz. (Lucas, 16:8)


“ Será no meio do mundo, neste novo normal, que buscaremos trabalho para nossas empresas. Será com a Luz de Cristo que construiremos um mundo melhor”


Aqueles pequenos empresários estavam lutando com muita dificuldade para levantar a empresa. Haviam perdido um grande cliente e, como alternativa, passaram a pedir indicações a outras firmas.

Certo dia, um conhecido industrial muito respeitado da área, lhes telefonou dizendo que um amigo estava necessitando de um bom prestador de serviços e orientou os pequenos empresários a se apresentarem em seu nome, já que neles confiava.

Os pequenos empresários, muito felizes e agradecidos, entraram imediatamente em contato com o cliente, que os recebeu dizendo que seu produto estava com uma terceira empresa e a esta eles deveriam atender.

Chegando lá foi mantido o seguinte diálogo:


- Olhem, filhos, vocês foram bem recomendados e vamos trabalhar juntos. Meus três sócios estão em férias e eu quero saber quanto vocês nos cobrarão pelo serviço.

- Vamos cobrar 25.

- Hum, bem, sei... olha, 25 está bom. Porém, minha mulher precisa de uma ‘mesada’, sabe. Então, vocês cobrarão 30 e a diferença levarão em dinheiro até a minha casa...

- Mas o Sr. vai nos usar para prejudicar os seus sócios?

- É pegar ou largar! O serviço é bom e a decisão é minha!

- Ok, não temos outro jeito, precisamos do trabalho...Vamos lá!

No caminho de volta para a empresa, os pequenos empresários ainda aflitos comentaram entre si:

- Não somos desonestos, nunca enfrentamos tal situação.

- Vamos pedir um conselho para alguém, o outro sugeriu.

Os conselhos recebidos foram:

- É assim mesmo, todo mundo faz, trabalhem e cuidem do seu negócio. Ganhem dinheiro, pois logo o referido empresário tirará o serviço de vocês e passará para outro que aceite pagar mais comissão, comentou um amigo também empresário.

Um amigo sacerdote orientou:

- Não é do caráter de vocês, outros podem até fazer, mas vocês não. Peçam ao tal sócio que pare e insistam que não está correto.

Nenhum pedido adiantou e foram 30 dias de angústia, especialmente quando os outros sócios voltaram, pois demonstraram ser pessoas muito decentes e honradas – inclusive um comungava da mesma fé.

Como fazer para acabar com esta situação sem perder todo o trabalho?

Certo dia, estavam os quatros sócios reunidos quando um dos pequenos empresários entrou na sala e disse:

- Gostaria de dar aos quatro uma ótima notícia. Como o serviço que temos com vocês está aumentando, decidimos dar um desconto. O preço não será mais 30, e sim 25.

O sócio corrupto olhou furiosamente para o pequeno empresário e não falou mais nada.

Com o preço em 25, a empresa vendeu mais e o preço caiu para 20, e ao menos seis empregos novos foram gerados.

Mas a história não termina aqui.






Empresário Cristão 2020 • Todos os direitos reservados