• Landi Dantas

O CRISTÃO VOTA EM CORRUPTOS?




Enquanto Empresários Cristãos, acompanhamos com muita atenção o momento que se aproxima e o que vem acontecendo, antes de elegermos nossos governantes para os próximos anos. Os mais jovens estão observando tudo, e dependendo do que for decidido por nós eleitores, os exemplos de conduta social para o futuro serão muito negativos.


Desde os tempos bíblicos mais antigos, percebe-se que uma elite governante arrogante e corrupta, distante de Deus e com ações que promovem a desgraça dos mais humildes, leva irremediavelmente um povo à ruína.


O agir de autoridades supremas se irradia positiva ou negativamente. O exemplo vem de cima, portanto todo cuidado enquanto eleitores é essencial neste momento para escolhermos nossos candidatos nas eleições que se aproximam. Há alguns anos, em uma grande emissora de TV, o apresentador de um telejornal disse que era fácil entender o Brasil e as eleições: o país seria um grande condomínio e o presidente o síndico. Quem mora hoje em grande parte dos condomínios deste país sabe exatamente o que esta comparação significa. Tente tirar um corrupto ou grupo de comando desonesto do poder neste local e, quem aí vive, verá o que poderá acontecer na comunidade. Realmente o Brasil se identifica hoje com alguns prédios que estão em chamas por aí, após uma eleição.


Uma orientação muito oportuna sobre os corruptos, levando sempre em consideração o caráter cristão desta análise aqui elaborada, é a que vem dos ensinamentos do Papa Francisco, em missa realizada na Capela de Santa Marta em 17/06/2014. Convém lembrar alguns pontos abordados pelo Santo Padre:


(Rádio Vaticano) “‘O Papa observou que o profeta Elias diz que Acab se vendeu, como se deixasse de ser uma pessoa para se tornar mercadoria, que se compra e vende. “Esta é a definição: é uma mercadoria! Então, o que o Senhor fará com os corruptos, qualquer que seja a corrupção? Ontem falamos que havia três tipos, três grupos: o corrupto político, o corrupto empresário e o corrupto eclesiástico. Todos os três faziam mal aos inocentes, aos pobres, porque são estes que pagam a festa dos corruptos! A conta vai para eles.

Francisco explicou que o corrupto irrita a Deus e faz o povo pecar, escandaliza a sociedade. É uma pessoa que se vende para fazer o mal, mas não sabe disso. “Ele acredita que se vende para ter mais dinheiro, mais poder. Mas, na realidade, vende-se para fazer o mal, para matar”. Por isso mesmo, Francisco advertiu que se deve ter cuidado ao chamar uma pessoa de corrupta, é preciso ter provas disso.

Além de falar das ações características de um corrupto, o Santo Padre atentou para o que os espera: a maldição de Deus, porque exploraram os inocentes, pessoas que não tem como se defender. Mas mesmo para os corruptos há uma saída: o arrependimento. “O Senhor gosta disso. O Senhor perdoa, mas perdoa quando os corruptos fazem o que fez Zaqueu: ‘Roubei, Senhor! Darei quatro vezes aquilo que roubei!’”.

Quando o corrupto ao invés de se arrepender fala que se Jesus estivesse na terra, se aliaria a Judas (corruptos) para fazer política, mostra sua fraqueza humana. Havendo provas, sendo julgado e condenado, pode ser chamado de corrupto e o que o espera é a maldição de Deus.


Movimento Empresário Cristão.






















3 views